Página 21 - Turcaça 33

Versão HTML básica

21
CAÇA MAIOR
ambientais, políticos e sociais que
todos desejamos.
Álvaro Amaro, director da montaria,
proferiu as habituais recomendações
de prudência, após o que foi
sentidamente por todos rezado um
Pai-Nosso
por todos os sócios
falecidos, em particular pelos antigos
presidentes Jorge Roque de Pinho
e Estêvão Luís de Pape.
As 12
matilhas
intervenientes foram
a n u n c i a d a s , t e n d o s i d o
apresentados os seus principais
responsáveis, que receberam, a
exemplo de todos os participantes,
os bonés e os coletes reflectores
de segurança com a imagem do
Clube.
O dia amanheceu claro, com um
céu limpidamente azul que se foi
todavia progressivamente toldando,
ameaçando a chuva que felizmente
acabou por se conter nas alturas,
porventura em consideração para
com os participantes...
A colocação dos postos foi rápida,
em viaturas da Companhia, tendo
as seis armadas de fecho e as três
travessas, com que a mancha “
Vale
de Cobrão
” estava montada, sido
colocadas com enorme eficiência.
Talvez um pouco excessivamente
longa (o João Faria, a recompor-se
galhardamente de recente lesão
monteira, queixou-se para o final de
iminente inanição…), a montaria
decorreu muito animada até cerca
das 16,30 horas por entre os tiros,
as ladras, os agarres e os lances
que são verdadeiramente o seu sal
e a sua pimenta.
Um fantástico
almoço
(fantástico
mesmo!) que retemperou energias
a todos (e salvou in extremis o João
Faria…) foi o momento adequado
para se fazer o balanço dos êxitos
(inúmeros…) e dos fracassos (a
avaliar pelas descrições, muito
poucos…) dos par t icipantes,
enquanto decorria a recolha dos
inúmeros animais abatidos com a
celeridade possível.
Já noite feita, 51 javalis, dos quais
três navalheiros, eram exibidos no
quadro de caça final, tendo outros
três sido recolhidos apenas no dia
s e g u i n t e p o r m a n i f e s t a
impossibilidade prática de o fazer
nesse mesmo dia.
O convívio prolongou-se até tarde
por entre histórias, digestivos e
recordações.
O nosso amigo Arsénio Solano e os
seus colaboradores, das Produções
Taiga (Cañamero, Espanha) ,
filmaram as peripécias da jornada,
que deram origem a um magnífico
e pedagógi co documentár io
intitulado “
Companhia das Lezírias,
a jóia da coroa
”, posteriormente
exibido no canal “Caza y Pesca”
para nossa satisfação.
Parabéns ao Clube Português de
Monteiros e à Companhia das
Lezírias por tão excelente montaria,
e por tão bem passado dia de caça
entre amigos.
Todo um êxito, seguramente a
repetir no próximo ano! Até lá!