Página 8 - Turcaça 33

Versão HTML básica

08
NOTÍCIAS
Pedro de Lancastre, conhecido no mundo cinegético
por ser organizador de caçadas há mais de 20 anos,
ele que tem na sua génese profissional a hotelaria,
transferiu-se para a TOPMIC Turismo Portugal, com
sede em Lisboa.
A TOPMIC é uma agência vocacionada para viagens
feitas à medida e cujo objectivo é claramente
personalizar o atendimento e ir ao encontro das
necessidades dos potenciais clientes.
A oferta é, agora, mais abrangente – caça, safaris
fotográficos, viagens de empresas, de família ou de
trabalho.
Disponibilidade é a palavra de ordem, para responder
às solicitações dos interessados.
Como habitualmente, Pedro de Lancastre terá um
stand, no pavilhão 1, na Expocaça, em Santarém, de
10 a 12 de Maio, e pode ser agora contactado através
do e-mai:
pedro.lancastre@topmicportugal.com
Uma agência para viagens à sua medida!
Pedro Lancastre transferiu-se para a TOPMIC Turismo Portugal
A segunda prova do Circuito
Galinhola de Ouro, realizada no
passado dia 19 de Janeiro, nos
Arcos de Valdevez, e que foi a do
encerramento do field trial da
Carapuça, contou com o apoio da
Câmara Municipal e do Clube de
Caça e Pesca local, entidades que
tudo fizeram para que este Circuito
dignificasse o país, a região e
atraísse, como se constatou,
b a s t a n t e s e s t r a n g e i r o s .
Forasteiros, esses, que acabaram
por mostrar como as provas de
caça prática com cão de parar sem
abate são a melhor pedagogia que
se pode dar para a comunidade
dos não-caça (gente que não caça,
entenda-se).
A noite que antecedeu a prova foi
de grande temporal, embora os
bosques desta região, com
carvalhos e vidoeiros, sejam zonas
de habitat. Mas o mau tempo
descaracterizou um pouco os
terrenos e a postura dos pássaros,
que se mostraram inseguros e a
saírem bastante soltos. Este factor
não permi t i u que nenhum
companheiro de quatro patas
tivesse a oportunidade de fazer
um ponto. Mesmo assim, o saldo
foi muito positivo: sete conjuntos
em continentais, julgados por
António Aguilar; e 16 conjuntos
em britânicos, julgados por Sérgio
Afonso e Pedro Pereira.
De destacar ainda a postura dos
participantes, que tudo fizeram
para, num cenário de grande
dificuldade, levar por diante a
realização e término da prova,
percebendo o investimento e o
empenho da organ i zação .
À Câmara Municipal de Arcos de
Valdevez e ao Clube de Caça e
Pesca de Arcos de Valdevez
associaram-se um punhado de
empresas, caso da Cacicambra,
Ovargado Pet’s, Coronhas Manuel
Ricardo, Cooperativa Vitivinícola
de Ponte da Barca e Cooperativa
Vitivinícola de Arcos de Valdevez,
com o propósito de o evento
ganhar notoriedade e poder vir a
ser uma referência nacional nesta
modalidade cinegética.
Os bosques desta sub-região
minhota (carvalhos e vidoeiros e
outra árvores de folha caduca),