Página 11 - Turcaça 34 digital

Versão HTML básica

11
CAÇA MAIOR
É tempo de caça geral por
excelência, seja a perseguir perdizes
ou a bater silvados em busca de
coelhos-bravos, estes novamente
vítimas de surto epidémico, pelo
que os abates têm de ser
moderados e controlados pelos
gestores das respectivas zonas de
caça, mas as montarias, tão do
agrado de mui tos caçadores,
repartem a agenda e a oferta é
vasta, de Norte a Sul do país.
O mês de Outubro é, por norma,
bastante quente, pelo que montear
neste espaço da época venatória é
tarefa árdua para matilheiros e
matilhas e também para monteiros,
obrigados a suportar temperaturas
altas enquanto mantêm a esperança
num lance bonito, de êxito, a
justificar a saída campestre e, por
norma, as muitas dezenas de
quilómetros percorridos.
À excepção dos “esperistas” – os
amantes das esperas nocturnas aos
javalis, entenda-se – e de alguns
aventureiros em jornadas de caça
aos corços na vizinha Espanha, os
restantes amantes da caça maior
têm nas precoces montarias uma
oportunidade de tirar a carabina da
funda, tirar o pó à mochila e às balas
e sonhar com o abate de um
exemplar único, um veado de se lhe
tirar o chapéu ou aquele navalheiro
de fazer inveja.
Oferta não falta. A “Lezíria do
Ribatejo” – conhecida matilha
ribatejana de caça maior, que
disponibiliza os seus cães e organiza
caçadas – t em agendadas
montarias para Outubro, Novembro
e Dezembro, bastando consultar o
seu sítio (site) na internet para se
inteirar das datas e dos locais a
montear.
Também a Raiatur, zona turística
de caça de Idanha-a-Nova, cujo
rosto-mor é o conhecido Joaquim
Rolo, está a ultimar o seu programa
de montarias para a época de
2013/14, mas terá oferta ainda para
este mês. Na Raiatur, há sempre a
possibilidade de o caçador poder
conciliar a caça maior com a menor,
visto a organização albicastrense
ter várias herdades e disponibilizar
também caçadas às perdizes e
lebres. Um fim-de-semana repartido,
ou seja, uma montaria e uma caçada
de salto às perdizes, será oferta a
equacionar.
Consultando o sítio,
www.monta-
rias.pt
o monteiro terá também
conhecimento da organização de
montarias, de Norte a Sul do país.
Quando elaboramos estas linhas, a
oferta resumia-se a três montarias
– na herdade do Postouro, em
Reguengos de Monsaraz; uma mista
(veados e javalis) em Idanha-a-Nova
e, por último, uma aos javalis em
Car razedo de Mon t enegro ,
Valpaços.
Com o avançar dos dias e a
chegada do frio, a oferta, essa, vai
d i s p a r a r . H a j a v o n t a d e ,
disponibilidade e, já agora, também
uns trocos, pois algumas montarias,
o preço delas, entenda-se, obrigam
o cristão a deitar contas à vida