Página 20 - Turcaça 37 digital

Versão HTML básica

retocar ou limpar a “escopeta”, se
for caso disso, e adquirir os
primeiros cartuchos da época, em
função, atenção, das espécies que
se vão caçar.
Fartura em Marrocos
Se por cá nos queixamos do
reduzido número de rolas que nos
visitam, Marrocos, aqui tão perto,
da outra banda (África), oferece
alguma fartura, também por obra e
graça de uma agricultura tradicional,
forte em cereais e com muito
regadio, ou seja, um autêntico oásis
para a rola (e codorniz, também).
A época à caça à rola em Marrocos
já abriu e os agentes cinegéticos
p o r t u g u e s e s d i s p õ em d e
organizações locais de elevada
fiabilidade e os alojamentos são
também de a l ta qua l i dade.
Em termos de “tiradas” (caçadas),
uma arma mediana cobrará, em
média, entre 50/70 rolas por saída,
uma de manhã e outra à tarde. Na
ordem, pois, das 100/120 rolas por
dia, disparando entre 350/500 tiros.
Chega e sobra, não acham?
Os preços do programa da TOPMIC,
sendo o responsável da área da
caça Pedro de Lancastre, que
d i s p e n s a a p r e s e n t a ç õ e s
econtabiliza mais de duas épocas
como organizador de caçadas para
todos os cantos do Mundo, para
quatro dias de caça, são tentadores,
ainda que seja preciso adicionar ao
p r e ç o p r o p o s t o o s v o o s
internacionais, os cartuchos (1500/2
000 serão suficientes), licença de
caça e outros extras de índole
particular.
Para os eventuais interessados,
deixamos o contacto do organizador
português:
A.P.
20
CAÇA MENOR