Página 36 - Turcaça 38 digital

Versão HTML básica

36
CONSERVAÇÃO DA NATUREZA
transformação dos métodos e
hábitos de caçar, a par do potencial
económico gerado na gestão dos
recursos silvícolas, foram, entre
outros fatores, precursores na
regulamentação da at ividade
c i n e g é t i c a q u e p e r m i t i u
profissionalizar o setor. Atendendo
à expansão da atividade cinegética
e à necessidade de quem opera
nesse ramo em cumprir requisitos
de foro administrativo, bem como
em adotar normas impostas que
visam a sustentabi l idade dos
recursos cinegéticos, a qualificação
no setor através da formação tem-
se mostrado preponderante em
capacitar técnicos aptos a operar
e/ou gerir os recursos cinegéticos
bem como em promover um
o r denamen t o do t e r r i t ó r i o
equilibrado e sustentável.
A aposta na formação foi-se
tornando gradualmente relevante à
medida que o setor se tornava mais
qualificado e diversificado. Hoje em
dia a demanda da caça exige
competências muito específicas,
para serem aplicadas num meio
diversificado e com exigências a
vários níveis. Neste sentido, tem-
se vindo a desenvolver um trabalho
importante na área da formação em
gestão cinegética, de forma a
permitir um global entendimento
deste setor por parte dos técnicos
recém- formados. A l inha de
or i entação que passa pe l a
valor ização e respei to pelos
ecossistemas abrange temáticas
como ges tão dos recursos
c i n e g é t i c o s , l e g i s l a ç ã o ,
o r d e n ame n t o d a s á r e a s
naturais/rurais, biologia e ecologia
das espécies, e até mesmo temas
tão i nd i spensáve i s como a
administração e a promoção dos
produtos e serviços disponibilizados.
Com a necessidade de articular
mú l t i p l as competênc i as , as
formações também evoluíram
quanto ao seu grau de instrução,
com formações profissionalizantes,
tecnológicas, pós-graduadas,
mestrados e doutoramentos. São
ainda de referir as disciplinas ou
módulos da área da cinegética
inseridos noutras formações. O facto
de se r em d i spon i b i l i zadas
formações tão diversas (a nível de
público-alvo e nível de formação)
permite uma interdisciplinaridade
q u e p o d e s e r b a s t a n t e
enriquecedora.
O importante papel da formação na
área da cinegética tem-se refletido
na diversa oferta formativa que tem
surgido em Portugal. Esta área de
formação está incluída no Catálogo
Nacional de Qualificações e são
v á r i a s a s e n t i d a d e s q u e
disponibi l izam formação em
cinegética, como, por exemplo,
empresas especializadas no setor
Thyago Ferreira
Licenciado em Biologia e Recursos Naturais
Membro do Grupo de Trabalho Cinegética da LPN
Maria Inês Silva
Licenciada em Biologia