Página 8 - Turcaça 38 digital

Versão HTML básica

08
NOTÍCIAS
Em Sagres, Algarve, em Outubro
Festival de observação de aves
A 5ª edição do Festival de “Observação de Aves e
actividades de Natureza” voltou a ter lugar em Sagres,
Algarve, durante os dias 2,3, 4 e 5 deste mês. A
península de Sagres, no concelho de Vila do Bispo,
é um lugar de destaque para a avifauna nacional.
Integrado no Parque Natural do Sudoeste Alentejano
e Costa Vicentina, Sagres alberga espécies únicas
na região e é palco de um fenómeno natural que, em
Portugal, não encontra semelhante – a migração
outonal, que abrange passeriformes, rapinas
nocturnas, aves marinhas e, de forma mais
emblemática, as aves planadoras.
Esta edição voltou a contar com o apoio da direcção
regional da Cultura do Algarve e a SPEA (Sociedade
Portuguesa para o Estudo das Aves), uma das
promotoras do evento, alertou os participantes para
a captura ilegal de aves em Portugal (ver artigo na
edição 38 da Turcaça – Outubro-Novembro-Dezembro
de 2014, disponível na internet).
AVI Feira de Caça, Pesca e Lazer
de Ponte de Lima, que teve lugar
entre os dias 18 e 20 de Julho,
promoveu, uma vez mais, a
tradicional oferta turística da
região. O vasto programa
contemplou um conjunto de várias
actividades, designadamente um
concurso canino, provas de
pesca, de demonstração de cães
de parar, prova de Santo Huberto
(cães de parar), colóquio sobre
sector cinegético, entre outras.
Entre os expositores, voltou a
marcar presença o armeiro
nacional SHF/Sportrofa group.
Como habitualmente, o evento
promove a final do Campeonato
Nacional de Santo Huberto, cães
d e p a r a r , p r o v a d a
responsabilidade da FENCAÇA
(Federação Portuguesa de Caça)
e que teve o apoio da Câmara
Municipal de Ponte de Lima e da
Associação de Caça e Pesca de
Santo Huberto de Refoios do
Lima, onde se apuram os dois
representantes portugueses para
o Campeonato do Mundo da
modalidade, a disputar este ano
em Itál ia durante este mês
(Outubro).
O colóquio, subordinado ao tema
“ San i dade das Espéc i es
Cinegéticas”, foi moderado por
Gal inha Bar reto, autor de
publicações sobre caça e vice-
presidente da FENCAÇA. A
intervenção da médica-veterinária
Madalena Vieira Pinto, presidente
da WAVES Portugal e docente na
escola de Ciências Veterinárias
da UTAD (Universidade de Trás-
os-Montes e Alto Douro), foi muito
apreciada pelos presentes, já que
a oradora foi capaz de explanar
numa l inguagem simples e
acessível alguns assuntos de uma
grande complexidade técnica.
Na sua intervenção, Jacinto
Amaro, presidente da FENCAÇA,
voltou a expressar a sua enorme
preocupação em torno do sector
da caça, face a um punhado de
problemas e à insensibilidade e
inoperância dos organismos
estatais.
Teve lugar em Julho e promoveu a oferta turística da região
VI Feira de Caça, Pesca e Lazer de Ponte de Lima