Página 21 - Turcaça 39 digital

Versão HTML básica

21
CAÇA MAIOR
MONTARIAS
hectares da encosta virada ao Sabor
e conduzirem os javardos até às 85
portas sorteadas. Um cenário
maravilhoso e um dia frio, mas
bonito graças à presença do astro
sol.
A primeira hora de montaria foi parca
em ladras e tiros – apenas dois
escutados -, o que fez temer o pior,
mas, com o avançar das matilhas
para o centro da mancha, os porcos
começaram a aparecer, os cães
f a z i a m - s e o u v i r q u a s e
constantemente e os tiros, esses,
ecoavam no horizonte, sinal de que
os javardos bafejavam algumas
portas.
Perante a animação, a montaria
prolongou-se por mais de três horas,
ainda que os abates não tenham
traduzido o poder de fogo escutado
na úl t ima hora da caçada…
Galo no pote!
A recolha dos “bichos” abatidos foi
tarefa fácil e rápida, pelo que, num
esfregar de olhos, os monteiros
estavam de regresso ao centro da
aldeia, preparados para o almoço-
convívio, ainda a ser confeccionado
nos potes de ferro, símbolo da
gas t r onomi a t r ansmon tana .
Antes, porém, foi exposto o quadro
de caça e tirada a fotografia do
grupo, um marco e uma recordação
para a posteridade.
Seguiu-se, então sim, o almoço de
confraternização, com o galo no
pote, prato típico e muito apreciado
das gentes da nossa terra, a
sat i s fazer os ma i s de 100
comensais.
A.P.
Com o cheque-brinde SHF/Sportrofa
João Paulo Videira foi
o feliz contemplado
No “levantar da feira”, já com o estômago reconfortado
e a alma renovada, teve lugar um sorteio, com o
primeiro prémio a contemplar um felizardo com um
cheque-brinde no valor de 500,00€, do armeiro nacional
e importador SHF/Sportrofa group, um dos
patrocinadores da montaria.
O feliz contemplado foi João Paulo Videira, caçador
há muitos anos, atirador federado e também sócio
antigo do Clube de Caça e Pesca de Bragança.
De regresso às origens, após quase duas décadas
de vivência no Funchal, Madeira, por obrigações
profissionais, João Paulo Videira não demorou a trocar
o cheque-brinde por material para a caça, a fim de se
equipar convenientemente para as montarias e esperas
nocturnas aos javalis.
A.P.
I
II Montaria de Solidariedade
Organização: Clube de Caça e Pesca de Bragança
Di rec tor de montar i a: Sampa i o da Ve i ga
Mancha: Grijó de Parada (ZC Associativa de Grijó de
Parada)
Portas: 85
Tiros: +/-: 25
Quadro de caça: 2 javal is (duas fêmeas)
João Paulo Videira
O sorteio - final de festa