Página 22 - Turcaça 39 digital

Versão HTML básica

CAÇA MAIOR
22
O
dia chuvoso e frio, de verdadeiro
Inverno, fazia antever uma jornada
exigente. Nada, porém, que tenha
intimidado os 130 caçadores que,
no dia 15 de Novembro último,
vieram de vários pontos de país,
para aquela que é uma montaria de
referência na região, organizada
pela Associação Florestal do Vale
do Douro Norte- Aflodounorte – e
pela Junta de Freguesia de Murça.
O Clube de Monteiros do Norte
(CMN) e o armei ro nacional
SHF/Sportrofa group foram também
parceiros oficiais. O quadro de caça
deixou organizadores e monteiros
satisfeitos – cinco javalis cobrados,
entre eles um navalheiro invejável,
com mais de 165 Kg, e candidato
a medalha-troféu.
O mata-bicho foi servido na casa
florestal de Mascanho, Carvas, sede
da Aflodounorte. Da grelha para a
mesa saíram as boas alheiras,
chouriças e linguiças. O pote de
ferro, esse, forneceu os rojões e o
caldo de castanha. Por fim, o
tradicional e reconfortante café,
também ele feito e servido do pote.
A actividade cinegética é uma
oportunidade para promover a
tradição e os produtos locais, com
a origem a garantir a qualidade.
O presidente da Aflodounorte,
também presidente da Junta de
Freguesia de Murça, António
Marques, dirigiu-se, posteriormente,
aos monteiros. A par das boas-
vindas, aquele responsável reforçou
a importância da boa conduta de
todos como factor essencial ao
sucesso da montaria. Este tem sido
um aspecto altamente positivo de
todas as anteriores montarias
organizadas por aquelas duas
entidades.
Após o sorteio, orientaram-se as
Montaria rendeu cinco porcos – um navalheiro invejável!
Terras de Murça são destino de caça