Página 23 - Turcaça 39 digital

Versão HTML básica

23
CAÇA MAIOR
MONTARIAS
armadas, no sentido de rumar à
mancha e colocar os monteiros. Um
foguete sinalizou o início das
host i l idades, como é hábi to.
Do Vale das Veigas e das encostas
de S. Domingos saíram os porcos.
Ladras, tiros, animação. Entre os
“bichos” alvejados, um “navalheiro”
digno de troféu, com mais de 165kg,
e mais quatro bons exemplares. Um
óptimo desfecho dado o tempo que
se fez sentir ao longo de todo o dia
e a reflectir, sobretudo, o bom
trabalho das seis matilhas que
“varreram” a mancha, de matos
fechados e molhados.
O almoço foi servido no restaurante
Borges, uma casa conhecida e
referenciada na região, e constou
de um cozido à portuguesa, rico e
farto, à boa maneira transmontana.
As peças expostas foram a leilão e
não faltou entusiamo na hora do
arremate. A sala voltou a ganhar
entusiasmo aquando do sorteio do
material de caça oferecido pelo
armeiro SHF/Sportrofa group.
Para fechar o serão, “Os Amigos de
Felgueiras” tocaram e cantaram as
boas modas minhotas.
Bons ingredientes, convenhamos,
para uma boa jornada de caça. A
repetir, seguramente.
Visite Murça, uma das mais antigas
vilas de Portugal.