Página 26 - Turcaça 39 digital

Versão HTML básica

CAÇA MAIOR
26
Edil baptizado
Caçador novato, o edi l de
Penamacor, António Soares, o
anfitrião da festa monteira,
meteu-se em brios e cometeu
a proeza de abater um javali na
montaria, o seu primeiro “bicho”
a sério. Apesar do estatuto, não
se livrou do baptismo público,
a cargo do director de montaria
e companheiro autarca, Álvaro
Amaro, e ainda de Álvaro Moreira, presidente da direcção do Clube de Monteiros do Norte.
Leilão das reses
reverteu a favor
de obra social
O leilão das reses – todas em
perfeito estado sanitário –
rendeu 1 453,00€, verba que
reverteu a favor da instituição
social Cristão Pina Ferraz
Acompanhantes tiveram programa
social
Os acompanhantes dos monteiros que não quiseram participar na
montaria tiveram programa próprio, coordenado por Anabela Soares
e Vera Landeiro. Após uma visita a Penamacor e de uma prova de
produtos regionais, o grupo assistiu, no Convento de Santo António,
a um concerto pelo Pólo de Música de Penamacor e pela Academia
de Música e Dança do Fundão.
A sorte dá muito trabalho
É usual dizer-se que a sorte dá muito trabalho. E na verdade, salvo
raríssimas excepções, é mesmo a regra. O sucesso da montaria ficou
a dever-se à dedicação e empenho de António Gil, tendo como preciosos
auxiliares Raquel Marques e António Ferro, os homens que alimentaram
os cevadouros e guardaram a mancha. Hugo Penedo marcou as portas
e organizou e coordenou as armadas.