Página 54 - Turcaça 39 digital

Versão HTML básica

54
FEIRAS / EVENTOS
A
13ª ediçãodaNorcaça,Norpesca
e No r c a s t a n h a / 1 3 ª F e i r a
Internacional do Norte, evento que
nasceu pa r a p r o j ec t a r as
potencialidades da região nos
domínios da caça e da pesca em
águas anteriores, decorreu em
Bragança, de 30 de Outubro a 2 de
Novembro último, manteve a bitola,
o u s e j a , n ã o d e s l u s t r o u
relativamente ao percurso já traçado
e é unanimemente reconhecida
como a segunda melhor feira do
sector da caça em Portugal. Desta
feita, soube cativar as vizinhas
comunidades de Leão e Castela, o
que fez disparar o número de
visi tantes e t ransmi t iu out ra
sonoridade ao pavilhão do NERBA
(Núcleo Empresarial de Bragança),
o espaço de exposição e de visita.
O armeiro SHF/Sportrofa group
voltou a ocupar lugar de destaque
no certame, o que já é um hábito,
e a sua Turcaça também não faltou
à chamada.
Senhora da Zona de Caça Nacional
da Lombada, qual jóia da coroa no
tocante à caça maior, e de águas
interiores de uma pureza e beleza
difíceis de igualar, Bragança juntou,
posteriormente, o recurso castanha
ao evento, na promoção a produtos
com um peso for t íssimo na
economia regional.
A Câmara Municipal de Bragança,
o promotor e o impulsionador da
feira, tem, para si, que “a edição de
2014 demostrou que o certame está
consolidado no panorama das feiras
sectoriais do país e tem potencial
de crescimento.”
Programa vasto e variado
Como tem sido norma nas últimas
edições, a gastronomia juntou-se à
caça, à pesca e à castanha num
programa rico e variado, que incluiu
t rês dezenas de act ividades
diferentes, entre concursos, provas,
passeios, seminário, montaria,
largada, prova de Santo Huberto
(cães de parar), por exemplo, a par
de iniciativas de animação para
transmitir vida ao evento.
O pavilhão acolheu 90 espaços de
exposição, não faltando as habituais
tasquinhas e restaurantes para
d e g u s t a r a b o a c o z i n h a
transmontana, entre a obrigatória
oferta de produtos ligados ao sector
da caça e da pesca, a par de
“stands” de produtos regionais e
tradicionais, de gastronomia e
ar tesanato. Ent re eles, dois
expositores da comunidade de Leão
(León), fruto da dinamização das
relações transfronteiriças. O sector
vitivinícola foi a principal novidade
nesta área do certame, assumindo
um protagonismo entrelaçado com
a gastronomia, cujas acções de
demons t r ação e p r omoção
es t i veram a cargo de ex -
conco r r en t es do p r og r ama
Masterchef, da TVI.
O seminário Norcaça/Norpesca,
s ubo r d i nado ao t ema da
“ I mp o r t â n c i a d o s f u n d o s
comunitários no desenvolvimento
dos sectores da caça e da pesca
em Trás-os-Montes”, levou um par
de interessados ao auditório do
NERBA, mas a discussão fez-se
em torno da caça e dos seus actuais
problemas, aproveitando a presença
na mesa de anfitriões e palestrantes
de Paula Sarmento, presidente do
Conselho Directivo do Instituto de