Página 56 - Turcaça 39 digital

Versão HTML básica

56
FEIRAS / EVENTOS
A
cinegética foi o “prato forte”
da 3ª Feira de Caça e Gastronomia,
uma organização da Câmara
Municipal de Idanha-a-Nova e da
Un i ão das F r egues i as de
Monfor t inho e Salvaterra do
Extremo, que decorreu nas Termas
de Monfortinho, no fim-de-semana
de 17/18 deste mês (Janeiro). O
espaço de exposição voltou a
acolher o importador e armeiro
nacional SHF/Sportrofa group, um
stand muito concorrido e que
emprestou notoriedade ao evento.
“A caça é uma actividade que nos
interessa desenvolver e promover,
uma vez que este é o concelho com
mais zonas de caça, perto de uma
centena, e a maior área ordenada
de caça do país, cerca de 120 mil
hectares”, subl inhou Armindo
Jacinto, presidente da Câmara
Municipal de Idanha-a-Nova, na
abertura oficial da feira.
Com um programa animado e
variado, a festa das gentes de
Idanha, distrito de Castelo Branco,
entrou também pela casa de
mi lhares de por tugueses no
domingo, dia 18, numa emissão de
seis horas do popular programa
“Somos Por t uga l ” , da TVI .
Para os caçadores, houve provas
de tiro, largadas de patos, caçadas
aos tordos e uma excelente
montar ia mista, no sábado,
organizada pelo Clube de Caça e
Pesca “Beira Erges”, que acolheu
quase uma centena de monteiros,
de Norte a Sul do país, e onde foram
abatidos 18 javalis e um veado.
Os mi l hares de v i s i tan t es ,
portugueses e espanhóis, tiveram,
também, oportunidade de ver
demonstrações de cães de parar,
treinos de caça ao coelho, mostras
de coelhos e perdizes, pombos de
vara, entre outras actividades.
A Feira de Caça e Gastronomia
inseriu-se na estratégia do projecto
Tejo Internacional, dinamizado com
o apoio da União Europeia e co-
financiado por fundos estruturais
(FEDER e POCTEP 2007-2013).